InícioInício  CalendárioCalendário  FAQFAQ  BuscarBuscar  MembrosMembros  GruposGrupos  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-seConectar-se  

Compartilhe | 
 

 Vida

Ir em baixo 
AutorMensagem
Rebs

avatar

Feminino Aquário Gato
Idade : 31
Localização : Rio de Janeiro
Mensagens : 169

MensagemAssunto: Vida   Sex Abr 29, 2011 1:05 pm


Tasha estudou em Noskort, mas não chegou a se formar, pro desespero de seu pai, Lionel, que esperava que a filha se tornasse uma acadêmica como ele. Ao invés disso, perseguiu seu sonho e se tornou uma cantora famosa, com direito à turnê, produtor, equipe de apoio, entrevistas em rádios e revistas e turnês internacionais.

Em uma dessas turnês Tasha se envolveu com Yuri, um dos membros de sua equipe. Os dois haviam bebido demais e passaram a noite juntos. Yuri foi o único homem com quem Tasha transou e dessa única noite engravidou. Pensou em tirar a criança, chegou a comprar a poção abortiva, mas desistiu e levou a gravidez pra frente com o intuito de colocar o bebê para adoção.

Ao ver Anya, se apaixonou pelo bebêzinho ruivo chorão e decidiu tê-la, assumindo-a sozinha já que Yuri desaparecera por completo. Lionel ficou encantado com a neta e para não deixá-la crescendo em hotéis a criou até Tasha conhecer Kira, com a ajuda de Blinky, elfa doméstica que fora babá de Tasha. Como Yuri sumiu da responsabilidade, Tasha registrou Anya apenas como Аня Молдин - em inglês, Anya Mauldin -, quebrando o padrão russo de sua família materna ao não colocar um patronímio na filha. Anya é uma palavra em sânscrito para "inesgotável" e também o diminutivo russo de Anna, significando assim "graciosa".

Tasha e Kira se conheceram em 2012, no Wizardstock e se envolveram no evento. No ano seguinte Tasha voltou a procurar Kira, conhecendo Barbara e logo Kira, Tasha e Barbara se tornaram um casal triplo. Como não estudava em CLAN com elas, as via muito menos do que gostaria e por isso se mudou de Londres para Pyxis Village quando as duas se formaram e se mudaram com seus amigos. Em 2014 já estava completamente louca pelas duas e sequer ficava com outras pessoas, mesmo quando estava meses sem vê-las devido às turnês.

Tasha entrou então com um pedido de alteração de registro natal e conseguiu trocar o nome de Anya, de simplesmente Anya Mauldin para Anya Barbarevna Kirova Mauldin - em russo, Аня Барбаревна Кирова Молдин -, colocando não um, mas dois matronímios, quebrando ligeiramente o protocolo, já que não eram exatamente uma família tradicional. Barbarevna refere-se à Barbara, enquanto Kirova reconhece Anya como filha de Kira, dando à Anya ligação com suas três mães, pelo menos legalmente.

Anya visitava a mãe quando ela estava com Kira e Barbara e durante as turnês ficava com o avô até ele desaparecer em 2017. Sentiu muita falta do avô, mas gostou de se mudar para Pyxis Village no começo de 2018 por ter a companhia de Ivy, filha de Barbara. Era quase dois anos mais velha que Ivy, mas adorava a "irmãzinha" e vivia brincando com ela e com os filhos dos amigos de Kira e Barbara. Via Ben muito menos do que eles, por ele morar em Faoinrún com os pais adotivos, mas também o adorava, sendo ele seu primeiro amor, reprimido pela união de Tasha com Kira no momento em que passou a ter que chamar Ben de irmão. Como não morava o tempo inteiro na Pyxis, acabou crescendo um pouco mais afastada do que as outras crianças e não os chama de primos.

Anya sempre gostou de animais e durante um tempo até começou a aprender animagia com Kira, mas logo enjoou e não levou as lições a sério, motivo pelo qual até hoje não conseguiu se transformar. Ao contrário da animagia, levava as aulas de quadribol super a sério e se tornou viciada no esporte. Uma de suas maiores decepções infantis foi ter deixado Blinky em depressão quando a libertou.

Aos nove anos foi passar parte do verão na Itália, porque Tasha estava fazendo uma turnê pelo país e sua madrinha Rowan convidou as duas, dizendo que estava com saudades. Reencontrou os filhos de Rowan, fazendo amizade com Alex e Chiara, que não via há muito tempo e em uma das brincadeiras de pique-esconde Milo acabou a beijando meio à força, fazendo com que desse um chute entre as pernas dele. Foi seu primeiro beijo e quando voltou para Pyxis Village contou tudo para Kira, já que não teve coragem de falar sobre isso com Tasha nem com Bar.

Aos onze anos recebeu três cartas de escolas, o que surpreendeu muito Tasha. Durmstrang, Rоршокдыра e Hogwarts enviaram convites à Anya, que optou por Hogwarts para ficar perto de todos os amigos e como Tasha não se importava com sua escola e Bar havia sido de Salem, convenceu as três a deixá-la ir para Hogwarts. Assim, em Setembro de 2022, Anya Mauldin embarcava no Expresso de Hogwarts.

Não sabia o que esperar da seleção já que seu pai fora de Durmstrang e sua mãe da Rоршокдыра, mas ficou feliz quando o Chapéu Seletor a colocou na Grifinória, mesma casa de seu "irmão" Ben e de Kira e mesmo estando perto dele, sentia falta dos pirralhos que ainda estavam em Pyxis Village.

Sempre agitada, era uma menina bem ativa e até mesmo meio tomboy. Odiava a saia do uniforme, queria usar o uniforme masculino para poder correr, sentar de qualquer jeito e não se preocupar com a roupa que usava. Viva metida em confusões e brincadeiras e desde o primeiro ano era perceptível que seria uma peste. Fez muitas amizades no primeiro ano, entre elas com Hugh McFadden, da mesma casa e ano que ela.

Nunca foi muito ligada em estudo, suas notas eram péssimas e vivia na corda bamba com medo de ser reprovada ou expulsa, os professores não tinham o que falar a seu favor, já que sempre arrumava confusão ou fazia brincadeiras. Era a típica "aluna do fundão", que ficava fazendo piadinha e conversando a aula toda.

No segundo ano beijou pela primeira vez de verdade. Não considerava o beijo de Milo, já que ele havia beijado a força e quando ficou com Noah passou a considerar aquele o seu primeiro beijo.

No seu terceiro ano Ivy entrou para Hogwarts e pro desespero de Anya, ela foi selecionada para a Lufa-Lufa. Implicou muito com ela e até hoje reclama que ela deveria ter sido da Grifinória. Seu quarto ano foi, provavelmente um dos piores anos de Anya: Ben ia se formar e ficaria apenas com Ivy e seus amigos e a única coisa em que Anya é completamente mimada e apegada é em relação à família: os ama incondicionalmente e quer ter todos sempre por perto.

No final do seu quarto ano estava com Noah Zane no Salão Comunal da Grifinória, de madrugada, numa das noites de insônia. Estavam conversando, como sempre e acabaram ficando, o que não era novidade. Porém as coisas foram ficando mais intensas e sem que conseguissem se controlar, os dois acabaram transando ali mesmo. Foi a primeira vez de Anya e talvez por isso Noah seja mais especial do que qualquer pessoa com quem ela tenha ficado. As únicas pessoas que sabem que sua primeira vez foi com Noah são Kira - pra quem mandou uma carta na manhã seguinte - e Ivy, pra quem contou mal esbarrou com ela no dia seguinte.

Começou a ficar com várias pessoas no seu quinto ano, tornando-o bem agitado. Apesar da fama que foi ganhando, não é fácil como dizem. É bem seletiva e só fica com as pessoas que acha muito legal ou que a atraem. O problema é que acha todo mundo legal, então acabava ficando tanto com meninas quanto com meninos e com conhecidos ou estranhos totais.

Foi no quinto ano também que realizou seus N.O.M.s:
  • Adivinhação: Excede Expectativas
  • Astronomia: Ótimo
  • Defesa Contra as Artes das Trevas: Aceitável
  • Estudo dos Trouxas: Aceitável
  • Feitiços: Excede Expectativas
  • Herbologia: Trasgo
  • História da Magia: Ótimo
  • Poções: Aceitável
  • Runas Antigas: Péssimo
  • Transfiguração: Ótimo
  • Trato das Criaturas Mágicas: Aceitável

No seu sexto ano optou por cursar Feitiços, História da Magia, Transfiguração, Estudo dos Trouxas e Defesa Contra as Artes das Trevas, ficando com apenas cinco disciplinas e um horário bem mais livre, podendo assim passar mais tempo com Ivy, aprontar mais, conhecer mais pessoas e, claro, festejar mais. Ganhou inúmeras detenções, mas não se importava, porque na maioria delas achava alguém com quem ficava, então na verdade até gostava de receber detenção.

Seu sétimo ano começou tranquilo. Decidiu que iria se acalmar um pouco, porém não durou muito, logo voltou a fazer mil festas, fugir do castelo pela passagem secreta que Ben havia lhe ensinado e passou a encher mais o saco da irmã, incentivando-a a matar aula, pois em Junho se formaria e só voltariam a se ver nas férias e feriados prolongados, fato que deixava Anya cada vez mais irritada toda vez que pensava. Ao mesmo tempo que queria se formar para estudar com Ben em Sileas e encher seu saco, não quer abandonar Ivy e Noah em Hogwarts. Se pudesse usaria um vira-tempo ao contrário, indo para o futuro, tendo seus dois irmãos consigo. Seu horário no sétimo ano era bem livre e por isso pôde aproveitar bastante a escola.

Quase no final do sétimo ano, na véspera de seu aniversário, foi organizada uma festa para Stella Deadwyler, quintanista da Lufa-Lufa. Anya, obviamente, compareceu e mal chegou viu a confusão formada entre Grifinórios e Sonserinos. Foi defender sua família, envolvida na confusão e duelou tanto com feitiços quanto com socos e empurrões. Foram pegos pelo professor de DCAT e perderam diversos pontos para a Grifinória, além de pegarem detenção. Mesmo assim no dia seguinte organizou uma festa, dessa vez mais seleta, sem Sonserinos exceto Clarissa e a festa foi um sucesso, comemorando adequadamente seu último aniversário no castelo.

Foi no sétimo ano também que realizou seus N.I.E.M.s:
  • Defesa Contra as Artes das Trevas: Excede Expectativas
  • Estudo dos Trouxas: Ótimo
  • Feitiços: Excede Expectativas
  • História da Magia: Ótimo
  • Transfiguração: Ótimo

No final de maio começou a namorar com Noah Zane, seu melhor amigo, apesar de saber que iria se formar em junho. Na viagem de verão, porém, tiveram uma briga feia quando Noah a traiu com sua prima, Viktoriya Mauldin. Chegaram a terminar, mas Anya resolveu dar uma segunda chance à eles até o fim das férias, quando vão decidir o que fazem com o relacionamento, já que Anya ainda não confia nele o bastante pra manter um relacionamento à distância.

No seu último dia de Hogwarts participou do baile como Sally Jinxxes, concorreu a rainha de Hogwarts, perdendo para Juliet O'Rowth e se divertiu horrores com o show e com o baile em si. Quando o baile estava quase no final, fugiu sem avisar à ninguém, nem mesmo Noah e ficou andando pelo castelo, até chegar na Torre de Astronomia, onde ficou pensando nos sete anos que passou ali, em tudo o que aconteceu, no quanto não queria ir embora e ficou lá até o sol nascer, quando desceu, trocando de roupa furtivamente e dormiu um pouco até finalmente acordar para o almoço. Passou a tarde sozinha, andando pelo castelo, deu uma volta no campo de quadribol, "treinando" ali pela última vez e foi se arrumar para o seu último jantar em Hogwarts, em que a Grifinória se tornou Campeã das Taça das Casas. Tentou não chorar no jantar e conseguiu, apenas para desabar em prantos momentos depois ao abraçar Lyra Elvendork e June O'Rowth. Se afastou dela, procurando uma cabine vazia e ficou lá a viagem inteira, só voltando a encontrar seus amigos na Plataforma, quando se despediu de todos os setimanistas da Grifinória e dos que eram seus amigos em outras casas, como Mona e Sibéal Thorkwind.

Completamente perdida, Anya não sabia se viajava, se ia para Sileas ou se tentava arrumar um emprego com produção de eventos. Nas férias chegou a conversar com Kira sobre o assunto, mas saiu da conversa com mais dúvidas. Parte dessa indecisão se devia também ao estado em que seu namoro estava, sem nenhuma definição, o que fazia com que Anya ficasse ainda pior nesse planejamento de seu futuro. No começo de Julho decidiu viajar e com isso ela e Noah acabaram terminando o namoro mais uma vez. Durante a viagem decidiu que irá para Sileas, caso seja aceita na faculdade, mas continuava sem saber o que fazer em relação à ela e Noah.

Foi para a Copa de Quadribol com toda a família, ficando na barraca da Pyxis. Em um dos jogos da Rússia, foi convidada a posar para a W for M e não sabia o que responder. Na mesma noite, comemorou a vitória da Rússia e ficou bêbada, contando a novidade para Noah. No dia seguinte, porém, os dois tiveram uma briga feia, com acusações de ambos os lados, encerrando de vez o relacionamento entre eles. Planejava conversar com ele mais uma vez, principalmente por ele ser seu melhor amigo, porém as coisas tomaram outro rumo.

No dia 28 de Julho, Orion chegou na barraca da Pyxis e ao ver Ben, começou a espancá-lo. Mais tarde ele revelou que estava batendo em Ben por ele ter estuprado Lyra. Naquela mesma noite, com Orion expulsando Ben da Pyxis após a surra, Kira, Bar e Tasha foram com Ivy e Anya para a Sapphic e no dia seguinte se mudaram para a casa de Tasha em Londres, a mesma utilizada por elas no começo do relacionamento. Anya, porém, não foi com elas para Londres, mas para Faoinrún, procurar Ben. Escutou seu desabafo, foi expulsa de lá e, teimosa, continuou no país bruxo, avisando à Ben que estaria lá quando ele precisasse.

No dia 1º de Agosto passou a morar com Ben na Phoenix, dormindo todas as noites desde então no quarto dele, sempre preparando algo para animá-lo ou fazê-lo sorrir, tentando fazer Ben voltar a ser o mesma Ben de antes. Continou nesse período a treinar a animagia, que havia voltado a aprender com Kira e no dia 6 de Agosto conseguiu se tornar animaga. Ainda não é registrada no Ministério e nem sabe se irá se registrar. Sua forma animaga é um esquilo vermelho euroasiático, com olhos azuis, característica que manteve de sua forma humana e que a diferencia dos demais esquilos.

As coisas com Ben foram, porém, esfriando gradativamente. Embora ainda ficassem de vez em quando, as ficadas se tornaram cada vez mais raras conforme as aulas começaram em Setembro. No Halloween, os dois tiveram uma pequena discussão durante uma das festas organizadas por Anya e Ben a rejeitou. Ali foi o começo do fim. As brigas se tornaram mais constantes e um dos maiores motivos foi o fato de Anya ter sido chamada para posar para a WforM e para fazer um papel no filme Avada II, no começo de Novembro.

Como Ben e Noah não gostaram da idéia, conversou com Kieran, recusando o papel e mais tarde Kieran chegou com outra idéia, já que havia gostado muito do teste de Anya e a queria no filme. Começou então a gravar seu primeiro filme, enquanto se dividia entre aulas, mensagens para Noah e reuniões para acertar o projeto de sua casa no terreno da Sapphic Land.

Ben viajou e quando voltou, os dois chegaram a ficar novamente. Anya porém não sentiu as mesmas coisas que sentia, ficando com falta, especificamente, do jeito fofo que tinham durante as férias. Quando Ben a tratou como mais um de suas ficantes, Anya se sentiu muito mal, mas com isso perceber que o que sentia por Ben não chegava perto do que sentia por Noah. Aquela foi a última vez que ficou com Ben e desde então passou a evitá-lo, tarefa fácil de ser realizada, uma vez que ele estava sempre ausente, viajando ou na Phoenix e Anya havia se mudada para a casa das mães enquanto a sua não ficava pronta.

Disposta a perdoá-lo da traição e reconquistá-lo, Anya voltou a conversar com Noah sobre a possibilidade de ficarem juntos quando ele se formasse. Combinaram de se ver no Natal e no dia 20 de Dezembro foi para Pyxis, surpreendendo Noah com sua presença por lá. Noah foi o único que soube que ela esteve lá naquele dia e depois de matarem a saudade, Anya o pediu em namoro e ele aceitou.

Aproveitou as férias de Natal para matar as saudades, principalmente de Ivy e Noah, dividindo-se entre Sapphic e Pyxis e participou do amigo oculto da Pyxis, numa tentativa de resgatar seus laços com seus amigos de infância, embora ainda não consiga sentir como se fosse parte da família por todos os fatos que aconteceram e pela forma como se afastou de todos para cuidar de Ben.

Em fevereiro, Hogwarts organizou um baile de Valentine's e Anya entrou em contato com o diretor, que liberou sua ida à escola, caso Noah aceitasse seu convite anônimo. Ficou tentada a mandá-lo aceitar ou a pedir ajuda para que alguém o incentivasse a aceitar o convite que enviara, mas resolveu jogar limpo, ficando extremamente frustrada quando soube que ele não havia aceito seu convite, mas outro.

Ainda não sabia com quem ele havia ido ao baile e o que havia feito quando teve a idéia de pedir um emprego à Patrick Twyllire, amigo de sua mãe. Patrick prontamente aceitou contratá-la para a loja de Hogsmeade para que Anya pudesse estar no vilarejo durante a visita de Hogwarts e assim ver seu namorado.

Pouco depois desse encontro, porém, a vida de Anya virou de pernas por ar. Ao descobrir que estava grávida, surtou e, sem saber o que fazer, foi para Itália, conversar com sua madrinha. Rowan a aconselhou a contar para Noah o mais rápido possível, pois tinha escondido uma gravidez de Aronne antes de ficarem juntos e tiveram uma briga terrível por isso, mas Anya decidiu seguir os passos de Alex: manter a criança e não contar para Noah que ele seria pai, para não estragar a vida dele.

Para isso, entretanto, Anya precisou terminar com Noah e o fez por MalCard, achando que assim ele a odiaria mais fácil e conseguiria seguir em frente rapidamente. Anya voltou para Faoinrún, contou para as mães e para Britt e contou por MalCard para Ivy, pedindo sigilo à todas. Tasha mandou Anya para Rússia, obrigando-a a abortar e quando ela voltou dizendo que teria o filho, gritou com Anya, xingando-a e não voltou a falar com a filha desde então.

Incapaz de lidar com a situação depois da rejeição de Tasha, foi para casa de Aleera, ficando um tempo com ela até as férias começarem e Aleera ir para Itália, deixando-a sozinha na casa. Não pôde visitar Britt quando os bebês nasceram, mas acompanhou tudo por fotos, cartas e MalCard, assim como pelos relatos de Jess, que tinha aceitado ser sua obstetriz e manter o sigilo.

Por mais que todos falassem que ela deveria contar para Noah, não conseguia nem cogitar essa possibilidade, porém mudou de idéia e tentou entrar em contato com ele. Antes de marcarem um encontro, entretando, Noah a viu em Faoinrún, descobrindo acidentalmente a gravidez. Explicou seus motivos à ele, conversaram e não conseguiu disfarçar a dor e o ciúme quando soube que ele estava ficando com Cléo, já que sempre sentiu ciúmes da garota, achando que Cléo gostava tanto de Boo quanto de Noah. Apesar disso, falou para ele que não desistiria assim tão fácil dele, embora não fosse atrapalhar o relacionamento dos dois. Noah decidiu assumir o filho e passaram a noite juntos, com Anya contando pra ele tudo sobre a gravidez.

Poucos dias depois, mais um baque na vida de Anya: ao criar coragem para contar à Ben que estava grávida, foi ignorada pelo irmão e no dia seguinte, quando ele a visitou, os dois tiveram mais uma briga feia, com Ben chegando a devolver o anel que Anya havia comprado para ele. Em determinado momento Ben chocou Anya, que não soube o que pensar ou fazer após ouvir Ben dizendo que queria ser o pai de seu filho. Não entendeu absolutamente nada e, parcialmente por causa dos hormônios, entrou em uma leve depressão tanto pela briga com Ben quanto por Noah ter seguido em frente tão rapidamente.

Por mais conturbadas que as coisas estivessem, poderiam ficar piores e ficaram. No dia 24 de Julho Robert Zane faleceu. O marido de Britt e pai de Gigi foi encontrado pela filha em seu laboratório e Anya só soube da notícia no dia seguinte. Depois de doze horas exaustivas de viagem, Anya chegou à Pyxis, pois foi incapaz de ficar em Faoinrún sabendo que Gigi e Britt precisariam de todo o apoio do mundo. Passou muito mal com a viagem, mas foi atendida por Jess que cuidou dela, fazendo os exames necessários e dando as poções que Anya precisava tomar. Como Noah havia dito para só contar que ele é o pai de seu filho caso perguntasse, preferiu evitar perguntas e ficou na Sapphic até decidir o que fazer.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://blablabooks.com
 
Vida
Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Eu desisto da minha vida...
» Nintendo Direct Amanhã
» Dúvida - Lord of the Rings - LCG
» Dúvida - Pandemic
» Eclipse - Dúvida

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Wizard Kids :: Rebs :: MAULDIN, Anya-
Ir para: