InícioInício  CalendárioCalendário  FAQFAQ  BuscarBuscar  MembrosMembros  GruposGrupos  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-seConectar-se  

Compartilhe | 
 

 Relacionamentos

Ir em baixo 
AutorMensagem
Flá

avatar

Feminino Peixes Cabra
Idade : 27
Mensagens : 32

MensagemAssunto: Relacionamentos   Qui Out 20, 2011 3:53 am

PAIS
    Gustav Giordano Viollet-le-Duc: Pai Biológico. A única pessoa que sabe sobre a existência dele é Cass, mas mesmo assim, nem por nome o conhece.
    Francesca Leblanc Bertrand: Mãe Biológica. A única pessoa que sabe sobre a existência dela é Cass, mas mesmo assim, nem por nome a conhece.
    Laurel Christine Fox: Mãe. Costureira e pintora, não é a pessoa que tem mais afinidade. Nunca se importou por não saber quem era seu pai, pois se satisfazia com as informações que tinha. Apesar de ter milhares de discussões com Laurel, principalmente pelas atitudes dele, Daniel a ama muito. Laurel deixa ele fazer o que ele deseja, e não o obriga a nada, mas fica muito feliz quando ele resolve voltar para casa. Quando em casa, é sempre mimado por sua mãe, e como desde quando era criança, sempre consegue tudo o que quer com ela. Mesmo quando Danny fingia ser um menino rebelde e revoltado, Laurel se manteve de postura firme e nunca aceitou birra ou malcriação. Sempre disse ele a verdade sobre tudo, exceto sobre seus pais e diferente de como tratava Rapha, Laurel sempre deixou ele ir a cidade e brincar com crianças de sua idade. Laurel foi mais como uma avó do que como uma mãe para ele. Danny conheceu o lado brincalhão e faceiro de Lau que Rapha nunca chegou a ver
    Cassandra Florek: É a referencia dele em tudo. Se aprendeu a se comportar, a ser educado com as pessoas, a se portar na mesa, a ler e escrever em mais de uma língua, a desenhar e a tocar instrumentos, a ser amigo fiel e características mais polidas foi por culpa de Laurel, tudo que aprendeu sobre a vida em si, foi Cass que o ensinou. Cass fez com que Danny aprendesse a superar suas dificuldades, a não desistir de nada, a ser paciente, a ser forte, a correr atrás do que queria, a se impor, a não se mostrar frágil, a não demonstrar seus sentimentos, a ser misterioso, a ser direto, entre outros. Cass o preparou para ser um homem forte, destemido e despreocupado com os sentimentos dos outros, e esses ensinamentos que ajudaram ele a superar coisas que Raphaela não conseguiu. Para ele, Cass é mais que sua segunda mãe, ou seu pai. Para Danny, Cass é uma mentora que educou ele com o pior do mundo para o pior do mundo. Sente muito orgulho de ter sido criado por ela e nunca admitiu que ninguém falasse mal por ela ter sido uma criminosa fichada.


PARENTES
    Raphaela Letízia Beaumont Fox: Filha de Laurel, sua irmã. Raphaela estuda em Sileas e passa a maior parte do tempo fora desde que foi estudar no Instituto Salém. Quando eram pequenos, todas as suas boas lembranças de criança era com ela e Cass. Sempre soube que podia contar com ela para todas as coisas. Ao contrário de Raphaela, Danny nunca tentou realmente se inturmar com os filhos das suas tias, pois não achava que ter Raphaela era o essencial. Ficou doente quando Rapha teve que se mudar, e no começo escrevia cartas com ajuda de Laurel e Cass para ela todos os dias. Quando ficou maiorzinho, perdeu a dependencia que tinha dela, e apesar de continuar amando a irmã, conseguia ficar bem sem ela. Sempre que precisava de conselhos era a ela que ele recorria, mesmo sabendo que ela talvez só pudesse lhe ouvir. Não entende como Rapha continua querendo saber quem é seu pai, acreditando como ela que é o mesmo, e diferentemente de Rapha, apesar de sempre recorrer bastante a família, sempre teve amigos, mesmo se fazendo de misterioso.
    Ike Souther Fox: Tio por parte de Laurel, nunca o viu e nunca o quis conhecer. Sabe que ele ajudou Rapha a se estabelecer nos EUA e é muito grato a ele, mas evita qualquer tipo de aproximação do mesmo.
    Eric Callihan: Padrinho de Rapha e de Danny, é a pessoa mais centrada e séria que conhece. Nunca viu Eric sendo divertido ou carinhoso, como Rapha jura que ele é. Sempre dependeu do dinheiro dele, então sempre o respeitou mais do que tudo. Sua obediência a ele é instantânea e na sua escala de pessoas a ter medo ele sempre foi o primeiro. Apesar disso, confia nele e sempre que precisou ter algum assunto de homem para homem, ele foi uma opção viável, mesmo que Danny preferisse falar com Cass.
    Letícia Kalakaua: Sua madrinha e única amiga de sua mãe com quem manteve um certo aproximamento. Apesar de ter visto Charlie e Louise algumas vezes em sua casa e outras vezes foi ter com elas, sempre foi muito fechado com elas. Comportamento que era bem diferente com Letícia. Praticamente disputava a atenção dela com Rapha. Sempre confiou muito nela, e sempre que tinha medo de algo era a ela quem recorria. Fez vários desenhos para ela e pediu para que Laurel enviasse. Para Danny, Lett é a mulher mais bonita que já conheceu, e por causa dela sempre quis cuidar da aparência, para que ela o achasse bonito também e eventualmente no futuro, ela ficasse com ele. Desde pequeno, sempre a cumprimentou dando um beijo em cada lado do rosto e no nariz, e apesar de hoje ter um pouco de vergonha disso, ainda o faz.


AMIGOS
    Noukka Depailler: Quando viu que Noukka iria para mesma casa que ele, puxou assunto de primeira com ela. De todas as pessoas ao seu redor, achava que ela era a mais diferente de todas, a mais intrigante e a que mais despertava sua curiosidade. No começo, não foi fácil ganhar sua confiança, e contrariando tudo que tinha aprendido com Cass, procurava ser o mais simpático e divertido quando estava com ela. Por ironia, com as outras pessoas tinha o mesmo padrão de tratamento aprendido com Cass. As vezes rispido, as vezes calado, as vezes simpático e galanteador, quando via Noukka até sua expressão mudava. A amizade foi crescendo junto com eles, mas Danny nunca de fato mudou quem era por Noukka, apenas se escondia entre suas ações. Em certo momento não soube mais como reagir perto de Noukka, e pediu ajuda de Rapha, que disse para ele ser cuidadoso e delicado com ela. Seguindo os conselhos de sua irmã, tentava cercar Noukka de todas as maneiras. Odiava como suas conversas nunca davam em nada com ela e como ela nunca entendia que ele não estava brincando. Sem querer forçá-la a nada, descontava sua frustração com outras meninas, mas nunca se satisfazia. Demorou para entender que estava gostando de Noukka de verdade e não tinha apenas uma obcessão em tê-la. Teve ciúmes de todos os gestos dela, que pareciam tão inocentes perto do seu desejo tão grande. Trocava selinhos com ela como se fossem entre amigos e queria morrer apenas em pensar que ela podia fazer isso com outros. As poucas voltas a sua casa, e os vários fins de semanas e férias passados com Noukka não ajudaram muito seu auto-controle. Quando estavam em férias entre o quinto e o sexto ano, Noukka e Danny ficaram a primeira vez. O acontecido foi algo natural, e ao notar que ela tinha se afastado dele no dia posterior, Danny pensou ter feito merda com tudo que ele já tinha conseguido construir com ela. Um pouco mais tarde, ao encontrá-la, o clima era estranho e Danny tentou conversar, mas Noukka não quis. Os dias em que passavam juntos ficaram cada vez mais tensos, pois Danny não conseguia decifrá-la. Vivia em dúvida se o que ela dizia era brincadeira ou se tinha um fundo malicioso em suas palavras. Nesse jogo de incertezas, ficou com ela mais algumas vezes, e durante o Wizardstock, ao ir a Sileas ver sua irmã e levar Noukka para conhecê-la, admitiu a ela, no rink de gelo, que gostava ela, assuminto por conta e risco a situação e contrariando tudo que aprendera e exercitara a vida toda com Cass. Mas Noukka disse o mesmo para ele, e agora, apesar da certeza, criaram-se muitas outras questões em sua cabeça sobre seu relacionamento com Noukka, mas por autopreservação, prefere não conversar com ela sobre ou tentar nomear o que para ele é bom o suficiente sem rotulações.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
 
Relacionamentos
Voltar ao Topo 
Página 1 de 1

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Wizard Kids :: Flá :: FOX, Daniel-
Ir para: