InícioInício  CalendárioCalendário  FAQFAQ  BuscarBuscar  MembrosMembros  GruposGrupos  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-seConectar-se  

Compartilhe | 
 

 VON HENGERVÁR, Scott

Ir em baixo 
AutorMensagem
Nyna



Feminino Escorpião Cobra
Idade : 28
Mensagens : 2

MensagemAssunto: VON HENGERVÁR, Scott   Dom Jul 22, 2012 2:36 am


  • Nome completo: Scott von Hengervár
  • Data de Nascimento: 30/04/2012
  • Local de Nascimento: Londres, Inglaterra
  • Local de Residência: Pyxis Village, Cumbria, Inglaterra
  • Idiomas: Inglês e, por causa de Adèle, francês
  • Raça: Mestiço
  • Sexualidade: Heterossexual
  • Relacionamento: Namorando com Clara Espinoza
  • Patrono: Um urso de kodiak
  • Bicho-Papão:
  • Escola: Hogwarts
  • Casa: Lufa-Lufa
  • Varinha: Choupo e pêlo de unicórnio, 13 polegadas e meia, flexível.


    Scott nasceu de uma aventura entre seu pai, Gustav von Hengervár, e sua mãe, Bridget Shaw, na época dois estudantes universitários. Sim, uma aventura, pois o que os dois tiveram não chegou nem a ser realmente um relacionamento: os dois só se viram algumas vezes, e nunca chegaram a se apaixonar ou ter algo mais sério. Bridget acabou engravidando sem querer, e não tinha a menor vontade de ter um filho naquele momento, ainda mais de um homem que mal conhecia; mas, por sempre ter considerado o aborto um ato condenável, resolveu levar a gravidez até o fim. Não contou nada a Gustav e nem tentou entrar em contato com ele, pois pretendia decidir sozinha o que fazer com aquele filho: se devia criá-lo ou dá-lo para adoção, por exemplo. Muito indecisa e nervosa com a situação toda, e também um tanto irresponsável, Bridget acabou não tomando nenhuma decisão a respeito e ficou com o filho quando ele nasceu, batizando-o de Scott e passando a criá-lo. O problema é que Bridget não cuidava realmente do filho; acabava encontrando o tempo todo outras pessoas para passarem longos períodos de tempo com ele, priorizava sempre suas atividades na faculdade, e reclamava o tempo todo do fardo que aquele menino era em sua vida. Bridget manteve essa situação por pouco mais de um ano antes de se render e entrar em contato com Gustav, pedindo ajuda. Gustav ficou muito surpreso ao saber que tivera um filho, mas ficou principalmente irritado por não ter sido avisado de nada, e ainda mais irritado ao ver o modo como Bridget tratava o bebê. Depois de longas semanas de conversas e negociações, Gustav decidiu pedir a guarda do menino; e, o que não foi grande surpresa, Bridget sequer protestou – pelo contrário, pareceu aliviada em ver que Gustav queria ficar com ele. A partir daí, Scott passou a ser criado apenas pelo pai, que se mostrou muito mais atencioso, cuidadoso e responsável que sua mãe, e logo já estava gostando sinceramente da ideia de ter um filho. Com dedicação e a ajuda de alguns amigos, Gustav atrasou um pouco sua formatura na faculdade, mas mesmo assim conseguiu continuar os estudos enquanto criava Scott.

    Uma das amigas de Gustav que mais o ajudou nessa fase foi Adèle Chevalier, que, mais tarde, acabou se tornando sua esposa. Adèle era francesa, mas morava no Reino Unido desde o início da faculdade, quando foi estudar em CLAN, onde conheceu Gustav. Após a formatura, Adèle planejava voltar para a França, mas acabou permanecendo no Reino Unido quando recebeu uma excelente proposta de emprego e começou a se envolver com Gustav. Os três foram viver na Pyxis Village, com amigos da época de escola de Gustav e de faculdade de Gustav e Adèle, e foi lá que Scott cresceu. Scott sempre se deu bem com Adèle, que acabou criando um carinho muito grande pelo menino, e hoje ambos se tratam como mãe e filho. Com Bridget, Scott mantém contato esporadicamente, geralmente através de cartas. Os dois se veem uma, no máximo duas vezes por ano, apenas para que Bridget possa de certa forma acompanhar o crescimento do filho, e, nos aniversários de Scott, Bridget sempre lhe manda um presente, mas os dois nunca foram realmente próximos ou íntimos. Scott não guarda nenhum tipo de ressentimento ou mágoa por sua mãe não ter desejado criá-lo; e, já que sempre gostou tanto de viver na Pyxis com seu pai e com Adèle, acha mesmo que foi melhor assim. Scott trata Gustav por 'pai', mas Bridget e Adèle pelos respectivos nomes, por não considerar Bridget realmente uma mãe e por uma certa timidez de tratar Adèle dessa forma, embora goste muito dela. Quando Scott tinha quatro anos de idade, Gustav e Adele tiveram uma filha, Antoinette, com quem Scott se dá extremamente bem. Os dois são muito amigos e Ant tem uma admiração confessa pelo irmão, que a trata com muito carinho; e de uma maneira tranquila, sem as crises de ciúme e superproteção que irmãos mais velhos costumam ter.

    Seus primeiros sinais de magia demoraram um pouco a se manifestar, surgindo apenas por volta de seus oito anos de idade, mas vieram de forma abrupta e descontrolada; e, um tanto diferente do que acontece com a maioria, não se manifestavam tanto assim quando Scott estava irritado ou assustado, e sim, pelo contrário, principalmente quando ele estava muito feliz ou empolgado com algo. Aos poucos seus poderes foram se acalmando, depois que ele entrou em Hogwarts. Foi selecionado para a casa Lufa-Lufa, o que foi uma surpresa já que nem seu pai nem sua mãe haviam estudado lá, mas Scott gostou, achando que combinava com a sua personalidade. Era um aluno tranquilo, que não costumava causar problemas com os professores e nem levar detenções, e por isso era em geral querido pelos professores e colegas. Não se matava de estudar e nem perdia noites de sono fazendo trabalhos, mas é inteligente e prestava atenção nas aulas, o que acabava fazendo com que tirasse notas em geral boas, na média ou até mesmo acima dela. Tranquilo, nunca entrou para o time de quadribol ou virou monitor, sendo um estudante mais 'comum', na média; mas nunca viu problemas nisso, preferindo ter uma rotina calma e poder se concentrar apenas nos estudos e nas suas amizades - que sempre foram muitas, uma vez que seu jeito simpático e paciente o fazia conquistar facilmente as pessoas.

    Scott ficou com algumas meninas ao longo de seus anos de escola, mas nunca tinha namorado sério até se envolver com Clara Espizona, uma intercambista que passou um ano em Hogwarts quando ele estava no sétimo ano. Os dois começaram a ficar, e antes que o ano terminasse estavam namorando. Mesmo agora, com a formatura de Scott, a volta de Clara para casa, e a consequente distância entre os dois, eles continuam juntos; e se veem sempre que podem.

    Scott ainda não sabe bem o que quer fazer da vida. Não se imagina de modo algum entrando para a faculdade e seguindo uma carreira acadêmica - o que praticamente faz Adèle chorar -, e ainda está decidindo como vai usar seu tempo ou fazer para ganhar a vida a partir de agora. Como gosta muito de desenhar, ele pensa em arranjar um trabalho ligado a isso - mas por enquanto está só considerando a ideia.


PAIS
    Gustav von Hengervár: Os dois se dão muito bem, tendo uma relação tanto de pai e filho quanto de amigos. Scott sempre conversa com o pai sobre tudo e leva em conta suas opiniões e conselhos sempre que vai tomar alguma decisão importante.
    Bridget Shaw e Adele von Hengervár: Scott não foi criado pela mãe e só a vê esporadicamente, uma ou duas vezes por ano. Não guarda mágoas ou ressentimentos por sua mãe não ter desejado criá-lo, mas também não tem com ela um relacionamento íntimo ou próximo demais. Sua madrasta é Adèle von Hengervár, e é ela quem Scott considera sua mãe de verdade, já que foi ao lado dela que ele cresceu. Com Adele, Scott tem uma relação mais de mãe e filho mesmo, já que Adele gosta muito de cuidar dele e de Antoinette - e de cobrar os dois, exigindo que tenham boas notas e se comportem bem, por exemplo.


IRMÃOS
    Antoinette von Hengervár: É na verdade sua meia-irmã, filha de Gustav e Adele. Quatro anos mais nova que Scott, Ant tem por ele uma admiração declarada; e os dois se dão muito bem. Scott gosta de cuidar de Antoinette, mas não é superprotetor ou ciumento, e tem com ela uma relação bastante tranquila.


NAMORADA
    Clara Espinoza: Se conheceram quando Clara foi passar um ano em Hogwarts, como aluna de intercâmbio, quando Scott estava no seu sétimo ano. Não demorou para que começassem a ficar; e, mais no final do ano, Scott e pediu em namoro. É a primeira vez que Scott namora sério. Mesmo depois da formatura de Scott e da volta de Clara para casa, os dois continuam juntos, e se veem sempre que podem.


AMIGOS
    Scott se dá bem com basicamente todos os moradores da Pyxis; desde os mais velhos, por ser tranquilo e gostar de conversar, até os mais novos, por ser brincalhão e gostar de crianças. Também se dava muito com os outros alunos da Lufa-Lufa, e sente falta deles agora que se formou em Hogwarts.


Aparência
    Scott é alto, tem cerca de 1,85m de altura, e não é muito forte e nem muito magro, tendo um corpo definido e proporcional à sua altura. Seu rosto é quadrado, com os traços do maxilar bem marcados; seus lábios são bem desenhados; e os olhos são grandes e azuis, herdados da mãe. Seus cabelos são negros e lisos, e Scott os usa compridos, abaixo dos ombros. Tem tatuagens espalhadas pelos braços, costas, peito e lateral do tronco - todas desenhadas por ele mesmo -; usa brincos nas orelhas; e geralmente usa uma barba rala. Gosta de ouvir rock e em geral se veste de acordo, mas de uma maneira discreta: quase sempre usa roupas pretas, botas, jaquetas e camisetas de suas bandas bruxas favoritas.


Personalidade
    É muito tranquilo: fala baixo, nunca parece ter pressa, e nada parece realmente tirá-lo do sério. Ouve música o tempo todo, e desenhar é um de seus passatempos favoritos, além de ser algo que ele faz realmente bem - foi ele mesmo quem desenhou todas as suas tatuagens. É muito apegado principalmente à família, mas também aos amigos: protege os mais novos como se fossem todos seus irmãos, e com Antoinette é particularmente atencioso e preocupado. Não tem medo ou vergonha de demonstrar afeto, e é bastante carinhoso com todo mundo de quem gosta. É divertido, gosta de conversar, faz brincadeiras e sorri e ri com facilidade, sendo praticamente impossível vê-lo triste ou mal-humorado. Crianças geralmente gostam dele, e Scott gosta disso, não se importando de brincar com elas ou cuidar delas quando é preciso. Leal, é do tipo que vai defender os amigos com unhas e dentes mesmo quando estes estiverem errados; é um bom ouvinte e conselheiro e sabe guardar segredos. Raramente briga com alguém, e não hesita em pedir desculpas caso sinta que errou, porque não se sente bem enquanto há um mal-entendido entre ele e seus amigos. Tenta não julgar os outros e se coloca em seu lugar quando alguém toma uma atitude que ele não tomaria, e por isso acaba encarando tudo com uma certa naturalidade. Gosta de festas, de ir a shows e de sair em bando com os amigos, mas gosta igualmente de passatempos mais tranquilos, como ficar em casa conversando com alguém ou sentar sozinho em algum lugar para ler ou desenhar enquanto ouve música. Em geral, faz sucesso com as meninas e nunca passa muito tempo sozinho; mas não se gaba disso e nem é do tipo que dá em cima de todas ou fica com uma menina por dia: Scott acha meio idiota e sem sentido ficar competindo para ver quem fica com mais meninas, não gosta muito de beijar quem nem conhece direito, e em geral acaba ficando com suas amigas ou, ao contrário, virando amigo das meninas que beija mesmo depois de parar de ficar com elas. Agora que está namorando, Scott está ainda mais sossegado, e parece muito feliz e satisfeito em estar só com Clara.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
 
VON HENGERVÁR, Scott
Voltar ao Topo 
Página 1 de 1

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Wizard Kids :: Nyna-
Ir para: