InícioInício  CalendárioCalendário  FAQFAQ  BuscarBuscar  MembrosMembros  GruposGrupos  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-seConectar-se  

Compartilhe | 
 

 HENK, Benjamin

Ir em baixo 
AutorMensagem
Heibel

avatar

Feminino Câncer Cobra
Idade : 28
Mensagens : 27

MensagemAssunto: HENK, Benjamin   Seg Jan 27, 2014 3:36 pm

    INFORMAÇÕES BÁSICAS
    • Nome completo: Benjamin Zavarov Henk
    • Apelido: Ben
    • Data de Nascimento: 13 de Agosto de 2007
    • Local de Nascimento: Londres, Grande Londres - Inglaterra
    • Raça: Sangue Puro
    • Sexo: Masculino
    • Sexualidade: Heterossexual
    • Estado Civil: Solteiro
    • Idiomas: Fluentemente só o inglês e o irlandês. Tem uma noção básica do russo, consegue se comunicar nessa língua sem grandes problemas. Por ter viajado bastante, tem algum conhecimento de várias línguas, mas não é fluente em mais nenhuma
    • Patrono: Macaco-prego. Tem um alto nível de inteligência, aprendizado e adaptação. São animais rápidos, flexíveis e muito sociáveis, que vivem em enormes bandos
    • Bicho-Papão: Correntes em torno dos pulsos e tornozelos que o prendem no lugar em que está
    • Característica especial: Animago (chinchila)
    • Varinha:
      • Madeira: Bordo
      • Cerne: Corda de Coração de Dragão
      • Tamanho: 11,81'' (30cm)
      • Flexibilidade: Flexível



    VIDA
    Ben nasceu numa madrugada quente, numa igreja trouxa. Sua mãe biológica, Kira Zavarov, era uma adolescente de 16 anos que já havia decidido que o doaria, uma vez que sendo bissexual e mãe solteira, o pai a tinha deserdado. Após três dias com Kira, ela o deixou com a freira que tinha ajudado no nascimento, e sumiu. No dia seguinte Robert Henk o encontrou. Procurava por Kira há dias, depois que descobriu que seu sobrinho, Jason Guenter, tinha engravidado a menina e desaparecido, e morrido alguns meses depois. Sendo amigo de Nicolay (pai de Kira), resolveu que tinha por obrigação dar alguma assistência à adolescente. Porém chegou tarde e Kira já havia partido. Sentiu pena do pequeno recém nascido e o levou para sua casa, na McFadden Sea Avenue, Faoinrún. Martha Henk, sua esposa, apaixonou-se pelo garotinho instantaneamente. Eles tentaram entrar em contato com Nicolay e com Kira, mas o primeiro não queria conversa sobre o assunto e a menina já estava espalhando por todos os cantos que seu bebê tinha morrido no parto. Kevin Henk, primeiro e - até então, único - filho do casal, estudava em Hogwarts no mesmo ano da garota, mas na Sonserina (enquanto Kira era da Grifinória). Por fim, os Henk resolveram adotar o menino e dar a ele o nome escolhido pela mãe biológica: Benjamin.

    Martha e Robert deram tudo do bom e do melhor ao garotinho, porém pouco tempo após completar um ano de idade, descobriu-se que Ben tinha uma doença sanguínea rara e a única forma de curá-lo seria uma transfusão de sangue. Nenhum dos Henk era compatível, então, numa última e desesperada tentativa, eles decidiram contar a verdade para Kira e pedir sua ajuda para salvar o bebê. Assim que Kevin lhe contou, Kira ficou chocada, mas após algum tempo de conversa ela topou conhecer o menino e fazer um teste para verificar se era mesmo compatível. Ao se provar que sim, ela doou o sangue e Ben foi curado algum tempo depois.

    Mesmo adorando o garotinho, Kira não queria tomá-lo dos Henk e perder sua juventude criando um bebê, então ficou combindo entre ela e a família de Robert que poderia vê-lo quando quisesse, mas que Ben continuaria sendo criado pelos pais adotivos. Como suas visitas à casa dos Henk se tornou comum, Ben passou a chamá-la de "mana", assim como chamava Kevin de "mano", e isso se tornou um hábito que mantém até os dias de hoje.

    Ben morava em Faoinrún com Robert, Martha e Kevin, estudava na Escolinha de Magia Pelúcio Mágico (onde conheceu ou reencontrou Maluh Larson-Thorulffr, Peter e Hélène Fireway, Lorellei Mirkovich e Milo, Alexandra e Chiara Varanese, por mais que não tenha sido muito amigo de nenhum deles), e encontrava Kira quase todos os dias quando ela estudava em Sileas. Assim que ela mudou para CLAN, as visitas se tornaram menos frequentes, mas mesmo assim se viam bastante, quase todo final de semana. Quando estava em LaAndorie, Ben gostava de brincar e passar seu tempo com James O'Rowth - seu padrinho -, Brittany Ellsworth e Isabel Elvendork, ou com as outras crianças que nasceram depois, como June O'Rowth, Evan Creek e Noah Zane. Como era o mais velho, adorava ajudar e dar ordens para os menores.

    Foi nesse período que conheceu Anya Mauldin, filha de Tasha Mauldin, famosa cantora, que começou um relacionamento com Kira e Barbara Hellier, com quem Kira já namorava e, inclusive, já tinha uma filha recém nascida, Ivy Zavarov-Hellier.

    Ao se formarem, Kira e os amigos mudaram para o terreno que Orion Elvendork herdou com o falecimento do pai, o que não mudou em nada as visitas de Ben. Quando estava lá, brincava com Ivy - e a trata até hoje praticamente como uma irmã caçula -, ou então com Anya - não a via exatamente como uma irmã, mas sempre teve um carinho muito forte por ela -, ou ainda as crianças já mencionadas.
    Por passar muito tempo na casa dos padrinhos (James e Jess), acabou criando laços muito fortes com os filhos do casal - June, Jasper, Juliet e os trigêmes Jared, Joseph e Justin. E por consequência, criou amizade com os filhos de quase todos os amigos de Kira, como os gêmeos Arcturus e Lyra Elvendork, Calvin Elvendork, Diana Dagger-Selwyn e até Edwin Carter. Aos 9 anos começou a pentelhar James e Kira querendo aprender animagia, então eles começaram a passar algo da teoria, já que Ben não tinha a magia muito controlada nessa época. Por esse motivo, não conseguiu de fato se transformar antes de anos estudando em Hogwarts, onde entrou aos 11 anos.

    • Escola: Escola de Magia e Bruxaria de Hogwarts
      • Casa: Grifinória (de junho de 2018 à junho 2025)
          N.I.E.M.s:
          Feitiços: E
          Transfiguração: O
          História da Magia: A
          Astronomia: A
          Estudo dos Trouxas: O


    Foi selecionado para a mesma casa de suas duas mães - adotiva e biológica - a Grifinória. Era um garoto travesso e brincalhão e foi ganhando popularidade por isso.

    No primeiro ano fez várias amizades e teve sua primeira paixão: Amber Jackson. Não que admitisse ou qualquer coisa assim, na verdade vivia atormentando a menina para tentar se fazer presente.

    No segundo ano fez o teste para entrar no time de quadribol, crente de que seria aceito sem dúvidas, mas obviamente foi reprovado, ainda era muito novo. Não era um aluno muito aplicado, tirava notas medíocres e arranjava briga com alunos e professores.

    Seu terceiro ano foi bastante agitado. Por fim conseguiu beijar a menina dos seus sonhos e socar um dos seus piores inimigos, um sonserino chamado Wallace Norman. Recebia detenções quase todos os dias por azarar os sonserinos, ou lufos, ou corvinais, ou até mesmo os grifinórios, ou fazer bagunça na sala da aula, ou responder algum professor, ou não fazer as tarefas, ou estar fora do salão comunal depois do toque de recolher.
    Refez o teste para o time, mas o capitão daquele ano era um dos meninos com quem Ben sempre brigava, então mais uma vez foi reprovado.

    O quarto ano começou exatamente como os anteriores, mas por volta de outubro, Martha faleceu. Após o choque e a tristeza, Ben melhorou um pouco. Já não fazia tanta bagunça nas aulas, mas ainda era um garoto atentado e briguento. Finalmente passou na seleção para o time de quadribol e entrou na posição de artilheiro. Ficou com inúmeras garotas nesse e nos anos seguintes, já que se tornava um dos meninos mais bonitos da escola. Perto do final daquele ano conseguiu por fim resultado da animagia com a ajuda do professor daquela matéria, e transformou seu corpo todo no de uma chinchila, mas por ser um animal pouco conhecido na Europa achava-se que era um rato, esquilo ou coelho, até que o próprio Ben resolveu pesquisar e descobriu de que animal realmente se tratava. Também com a ajuda do professor, foi registrado no Ministério da Magia inglês.

    Durante as férias, ficava um tempo em Faoinrún com Robert e Kevin, e um tempo na Pyxis Village, com Kira, Bar, Tasha e cia. Lá, brincava com as crianças menores e jogava quadribol com os mais velhos (como Noah, Evan, Anya, Ivy e Juliet).

    O quinto ano transcorreu bem. Adorava as aulas de Transfiguração e Estudo dos Trouxas, e era fascinado por eles. Foi nessa época que começou a fantasiar sobre viajar o mundo conhecendo a sociedade trouxa.

    No sexto ano, June, Noah, Evan e Edwin entraram no colégio e Ben fez questão de apresentar o castelo inteiro para eles, feliz por todos terem caído na Grifinória. Passavam bastante tempo juntos, mesmo Ben sendo 5 anos mais velho. Nesse ano também namorou com Amber por dois meses, até traí-la com Aisling Pritchard, uma Corvinal de quem gostava bastante. Já conhecia Aisling desde a Pelúcio Mágico, mas nunca tinham sido próximos. Na verdade, não se tornaram próximos depois de ficar, também. Quando descobriu a traição, Amber terminou com ele e nunca mais olhou na sua cara. Ben tentou se desculpar algumas vezes, até que desistiu e deixou para lá.
    No quadribol, Ben ganhou destaque. Era um jogador excelente, mas já não via tanta graça assim no esporte e acabou pedindo para sair do time no final daquele ano.

    Seu sétimo e último ano em Hogwarts foi memorável. Ben, por influência de James, decidiu que faria tudo quanto fosse possível para aproveitar seus últimos dias na escola de magia. Beijou mais meninas do que se pode contar - e até um garoto, Felix Umbridge, mas não passou de beijos na Casa de Barcos -, aprontou muito mais do que todos os outros anos juntos, conheceu cada canto do castelo e do terreno de Hogwarts que ainda não conhecia, se desculpou com professores e colegas, brigou novamente com alguns deles, cumpriu inúmeras detenções e até passou com notas razoáveis nos NIEMs.

    No seu último dia em Hogwarts, depois de uma grande festa na torre da Grifinória, Ben subiu até a torre de astronomia e ficou lá a noite toda, sozinho, pensando nos anos que viveu ali e o quanto não queria que aquilo acabasse. Ao mesmo tempo, não via a hora de poder sair dali e partir rumo ao seu sonho: conhecer a sociedade trouxa. Como uma última missão, ao chegar na Plataforma 9 3/4, entregou uma carta à Amber dizendo o quanto se arrependia por tê-la magoado, mas não ficou para garantir que ela ia mesmo ler, só entregou e foi embora. E nunca mais a encontrou.

    Logo que saiu da escola de magia, Ben passou alguns dias na Pyxis e depois em Faoinrún, então, no dia 25 de Julho de 2025, partiu com uma mochila nas costas para a Londres trouxa. Já havia visitado a cidade algumas vezes, mas quando era muito novo e sempre acompanhado. Dessa vez estava sozinho e determinado a conhecer um mundo todo novo.

    Hospedou-se em um albergue trouxa simples, conheceu a cidade toda e logo fez amigos trouxas que o incluíram em sua viagem pela Europa. Quase abandonou a magia por completo durante esse período. Conheceu várias cidades - trouxas em sua maioria, mas algumas bruxas também - do Reino Unido e Irlanda, Suécia, Alemanha, Holanda, França (onde ficou com o segundo e último garoto na sua vida, Fabrice Landreau, mas também não passou de amassos e beijos na balada), Itália, Croácia, Grécia (onde passou um reveillon inesquecível, e onde passou mal pela primeira vez por excesso de bebida alcoólica) e Portugal. Depois, despediu-se dos seus companheiros de viagem e passou para a África, conhecendo o Marrocos, Argélia e Egito. Fascinado com a história local, ficou no Egito mais tempo do que o pretendido, mas não se arrepende. Foi então para a Rússia, China e depois Índia e Japão (onde completou um ano viajando). Passou também pela Austrália e Nova Zelândia por algumas semanas, então foi para as Américas. Havaí primeiro, então Canadá, Alaska e algumas outras cidades de destaque dos EUA, México, Cuba, Brasil, Argentina e Chile. Teve tempo de sobra para conhecer muito do mundo trouxa, de tecnologias à mulheres. Então, após um ano, cinco meses e três dias, no dia 28 de dezembro de 2026, Ben retornou à Faoinrún.

    • Universidade: Sileas College of Magic and Witchcraft
      • Curso: Turismagia (de junho de 2027 à junho de 2031)
      • Fraternidade: Insania Phoenix Societas/Iota Pi Sigma, ou só "Phoenix" (líder de 2027 à 2031)


    Assim que voltou para Faoinrún, reencontrou vários conhecidos que estavam cursando Sileas. Convivendo com eles e decidido a entrar para a universidade no ano seguinte, Ben começou a frequentar o campus com os amigos e acabou descobrindo muitas coisas sobre Sileas. Entre elas, que antigamente havia uma fraternidade chamada Phoenix, com a qual imediatamente se identificou. Então, na entrevista com o reitor após ter sido aprovado na primeira etapa da seleção, apresentou sua ideia de reabrir a fraternidade. Assim que foi aceito como aluno de Sileas, recebeu permissão para reativar a Phoenix desde que conseguisse, pelo menos, mais dois alunos que quisessem fazer parte dela. Sendo assim, passou a conversar com todos os alunos que encontrava pela frente, tentando convencê-los a ser membros da fraternidade. E foi assim que conheceu Kellan Carmichael, o primeiro que topou entrar para a Phoenix. Alguns dias depois, Sadie Oldman, estudante do terceiro ano (que vivia no alojamento), também aceitou e, dessa forma, no dia 23 de setembro de 2027, a Iota Pi Sigma - ou Insania Phoenix Societas - reabriu as portas e Ben ficou responsável por ela.

    Por ser absolutamente sociável, já conhecia vários estudantes da universidade e, conforme o tempo foi passando, foi fazendo mais contatos, mais amigos e se tornou alguém bastante popular em Sileas. Festeiro e animado, não tem muita gente que não o conheça, pelo menos de nome.

    Pela alma animada, a Phoenix inaugurou a fraternidade com uma hiper festa. Todo mundo foi convidado, de calouros à veteranos, de alunos do alojamento aos Chimaera.

    Ben adorou o curso que escolheu e, portanto, se dedicou bastante a ele, mas não deixava de planejar e frequentar festas, e viajar sempre que tinha um tempinho livre - geralmente para a Pyxis - e se divertir.


    RELACIONAMENTOS

    • Pais biológicos:

      • Kira Helena Zavarov: Russa, sangue puro, técnica do time de quadribol Montrose Magpies. Vive com Barbara Hellier e Tasha Mauldin e têm uma filha "adotiva" com cada uma delas: Ivy Zavarov-Hellier e Anya Mauldin. Ben tem um relacionamento muito fraternal com a mãe. A chama de "mana" até hoje, hábito que começou quando ele era ainda muito pequeno para compreender o parentesco dos dois.
      • Jason Guenter: Inglês, sangue puro, falecido. Encontrou Kira apenas uma vez na vida. Faleceu cedo, aos 19 anos, antes mesmo que Ben nascesse. Era sobrinho de Robert Henk.


    • Pais adotivos:

      • Martha Henk: Inglesa, sangue puro, magiarquiteta, falecida. Era doce e meiga, criou Ben com todo amor que podia. Quando o menino estava com 14 anos, Martha caiu de uma escada enquanto trabalhava e quebrou o pescoço. O acidente lhe tirou a vida e Ben ficou absolutamente arrasado por bastante tempo.
      • Robert Henk: Inglês, sangue puro, empresário, viúvo. Vive em Faoinrún e criou Ben como um filho. Já foi um homem muito mais alegre e animado, mas atualmente - talvez pela idade, talvez pela falta que sente da esposa - vive pacatamente, só sai de casa para trabalhar. Não deixa de sorrir e fazer piadas, mas não é raro vê-lo desanimado e cansado. Ben sempre o convida para sair, viajar, mas Robert quase nunca aceita.


    • Mães de consideração:

      • Barbara Hellier: Vive com sua mãe, Kira, assim como Tasha. As três têm um relacionamento entre elas que Ben não compreende muito bem, pois elas vivem juntas, dizem se amar, mas ficam com outras pessoas às vezes. Mas acha o máximo elas serem tão mente abertas e conseguirem levar um relacionamento dessa forma. Adora Bar e pode passar horas conversando com ela sem perceber ou enjoar, além de achá-la uma das mulheres mais lindas que já viu.
      • Tasha Mauldin: Vive com sua mãe, Kira, assim como Barbara. As três têm um relacionamento entre elas que Ben não compreende muito bem, pois elas vivem juntas, dizem se amar, mas ficam com outras pessoas às vezes. Mas acha o máximo elas serem tão mente abertas e conseguirem levar um relacionamento dessa forma. Com Tasha, Ben conversa menos, mas gosta muito dela também. Por gostar de música, sempre acabam conversando sobre isso e Tasha até tenta ajudá-lo a tocar e cantar melhor, mas ele não leva muito a sério.


    • Irmãos adotivos:
      • Kevin Henk: Inglês, auror, divorciado. Filho de Robert e Martha, não é irmão biológico de Ben. É um homem forte e fechado. Tem seus casos passageiros com diversas mulheres, mas nunca se prendeu a nenhuma. Ben e ele têm um relacionamento bem próximo, apesar da diferença grande de idades.
      • Ivy Zavarov-Hellier: Irlandesa, estudante de Hogwarts pela Lufa-Lufa. Filha biológica de Barbara Hellier, foi adotada por Kira, portanto, não é irmã biológica de Ben também, mas ele a vê exatamente como uma irmã caçula. Protege e defende, mas vive implicando com ela e provocando, só para vê-la irritadinha.
      • Anya Barbaryevna Kirova Mauldin: Russa, estudante de Sileas pela Phoenix. É filha biológica de Tasha, adotada por Kira também. Não é irmã de sangue de Ben, portanto. A acha absurdamente louca, mas gosta dela e sempre teve uma super queda por ela. Antigamente, tentava não tocá-la muito ou ficar sozinho no mesmo ambiente por medo de não se controlar e acabar fazendo besteira, mas depois que eles ficaram e ele supriu seu desejo, já não tem mais receio. Talvez Anya seja a mulher que Ben mais gostou, mas a partir do momento em que ela se disse apaixonada por ele, Ben entrou em pânico. Ele sabia que os sentimentos que ela nutria por ele não eram verdadeiros, que ela amava mesmo Noah, e que ele jamais poderia dar a ela um relacionamento como ela desejava. E por ser absurdamente ciumento, não conseguiria ter nem um relacionamento aberto com ela, então se forçou a voltarem a ser somente amigos-irmãos, mesmo que às vezes ainda sinta falta dela e de ficar com ela.


    • Padrinhos:
      • James O'Rowth: Irlandês, sangue ruim, político, casado. Ben o adora e considera quase que um segundo pai. Na infância brincava com ele e os primeiros sinais de magia de Ben foram quando ele estava com James. As dúvidas da adolescência sempre foram tiradas a limpo pelo padrinho.
      • Jess O'Rowth: Galesa, mestiça, obstetriz, casada. É muito carinhosa com o afilhado e Ben adora ser mimado por ela.


    • Tios de consideração:
      • Brittany Zane: É uma das pessoas que Ben mais ama no mundo. Não sabe exatamente como a vê, se como uma mãe, uma tia, uma amiga... o fato é que sente que pode conversar sobre o que quiser com ela, que ela vai entendê-lo e ajudá-lo sempre. Faria qualquer coisa para fazer Britt feliz, protegê-la, ajudá-la e qualquer coisa que ela queira ou precise.
      • Robert Zane: Marido de Brittany, gosta muito dele. É um tio muito querido, mesmo.
      • Orion Elvendork: Sempre teve muito carinho e respeito por ele. Entende que Orion tenha batido e o expulsado da Pyxis para proteger sua filha, mas não consegue deixar de se sentir absurdamente magoado e chateado com ele, por não tê-lo deixado nem tentar se explicar. Já pensou várias vezes em ir tentar conversar com ele e se desculpar, mas perde a coragem sempre que toma essa decisão.
      • Becky Elvendork: Também sempre gostou muito dela e teve muito carinho e respeito por ela, mas assim como com Orion, se sente magoado e chateado pelo que houve.
      • Isabel Elvendork: Uma das suas "tias loucas". A adora, sempre gostou de conversar e falar merda com ela. Sente muito a falta de Isa desde que foi expulso da Pyxis e deixou de vê-la.
      • Derek Zane: Tem verdadeiro carinho, respeito e admiração por Derek, mas perdeu todo o contato que tinham desde o ocorrido com Lyra.
      • Sarah Miltiades-Zane: Tem verdadeiro carinho, respeito e admiração por Sarah, mas perdeu todo o contato que tinham desde o ocorrido com Lyra.
      • David Creek: Sempre teve verdadeiro carinho, respeito e admiração por David, passando mais tempo com ele do que com os outros tios por Dave dar aulas em Hogwarts. Porém, também perdeu todo o contato que tinham desde o ocorrido com Lyra.
      • Amy Creek: Sempre teve verdadeiro carinho, respeito e admiração por Amy, adorando sua comida. Porém, também perdeu todo o contato que tinham desde o ocorrido com Lyra.
      • Benjamin Selwyn: O achava o máximo quando era criança. Leu todas as suas histórias em quadrinhos e vivia se gabando por ser "sobrinho" dele. Tem a coleção inteira dos trabalhos de Benji e adora ter o mesmo nome que ele, por mais bobo que isso pareça. Porém, também perdeu o contato que tinham desde o ocorrido com Lyra.
      • Emily Dagger-Selwyn: Sempre a achou maravilhosa e muito doida. Também perdeu o contato que tinham desde o ocorrido com Lyra.
      • Alexis Whistler: Tem verdadeiro carinho, respeito e admiração por Alexis, mas perdeu todo o contato que tinham desde o ocorrido com Lyra.
      • Carol Whistler: Tem verdadeiro carinho, respeito e admiração por Carol, mesmo que eles mal conversassem antes. Perdeu todo o contato que tinham desde o ocorrido com Lyra, também.
      • Gustav von Hengervár: Tem verdadeiro carinho, respeito e admiração por Gustav, mas perdeu todo o contato que tinham desde o ocorrido com Lyra.
      • Adèle von Hengervár: Tem verdadeiro carinho, respeito e admiração por Adèle, mas perdeu todo o contato que tinham desde o ocorrido com Lyra.


    • Primos de consideração:
      • June O'Rowth: Filha de Jess e James, Ben tem por ela um imenso carinho. A vê como uma prima menor, mesmo. Já sentiu alguma atração por ela, mas passou rápido e se obriga a nunca mais vê-la daquela forma, depois do que houve com Lyra.
      • Jasper O'Rowth: Filho adotivo dos O'Rowth, Ben gosta de conversar com ele e sempre tenta convencê-lo a fazer coisas menos "isoladas".
      • Juliet O'Rowth: Tem um carinho grande por ela e a considera uma prima. Gosta de sentar e dar risada com ela, pois a acha bem doidinha.
      • Jared, Joseph e Justin O'Rowth: Por serem bem mais novos, Ben só brinca e apronta com eles.
      • Georgia Zane: Filha de Brittany e Robert, a adora, muito mesmo. Assim como Jules, a acha bem doidinha e gosta de brincar e dar risada com ela.
      • Jacob Zane: Assim como com os trigêmeos, só brinca e apronta com ele.
      • Saoirse Zane: Gêmea de Iollan, nasceu em 2030. Ben faria qualquer coisa para protegê-la.
      • Iollan Zane: Gêmeo de Saoirse, nasceu em 2030. Além de ser seu primo, é também seu afilhado. O ama em absoluto e faria qualquer coisa para protegê-lo. Quer ser para ele, o padrinho que James foi para Ben.
      • Lyra Elvendork: Filha de Orion e Becky, sempre a achou muito aluada e tranquila. Gostava de ficar perto dela por não se sentir obrigado a ficar o tempo todo falando. Como por June, sempre teve muito carinho por Lyra e a via como uma prima menor, porém, conforme ela crescia, passou a sentir certa atração por ela e, sem muito esforço, conseguiu ficar com Lyra. E foi a pior experiência da sua vida. Pelo seu jeito de agir, não pensou que ela, sendo virgem, poderia não gostar ou acabar se machucando com o que ele fazia. Lyra entendeu que havia sido violentada e contou a Orion, que não pensou duas vezes antes de encher Ben de porrada e expulsá-lo da Pyxis. Desde o acontecimento, só mandou bombons uma vez para ela, com um bilhete pedindo desculpas, mas nunca mais a viu pessoalmente.
      • Arcturus Elvendork: Filho de Orion e Becky, gêmeo de Lyra. Sempre gostou muito dele, mas não eram exatamente amigos. Nunca mais o viu desde o acontecimento da Copa de Quadribol de 2029.
      • Calvin Elvendork: Filho de Isabel. Como Arcturus, sempre gostou dele, mas não eram exatamente amigos.
      • Clarissa Elvendork: Filha mais nova de Isabel. Até gostava de conversar com ela, mas sempre foi meio contra as ideias e as companhias de Claire.
      • Noah Zane: Filho de Derek e Sarah. Sempre teve um imenso ciúme da relação que Noah e Anya tinham, mas obviamente nunca o tratou mal. Na verdade, nem sequer deixava de gostar do garoto por isso.
      • Marilynn Zane: Por ser bem menor do que ele, só brincava e se divertia com ela.
      • Evan Creek: Filho de David. Por ser mais velho, Ben tinha mais contato com ele. Conversavam e aprontavam juntos. Ben gostava muito dele até o acontecimento com Lyra. Depois disso, se afastou e nunca mais o viu ou falou com ele. Sente-se até um pouco magoado por ter sido tratado do jeito que foi por ele, mas tenta entender.
      • Carol Creek: Assim como Mary, por ser mais nova, Ben só brincava e se divertia com ela.
      • Cléo Spencer-Kendall: Nunca foi muito próximo dela, mas conversavam às vezes e ele sempre gostou muito dela.
      • Diana Dagger-Selwyn: Nunca foi muito próximo dela, mas conversavam às vezes e ele sempre gostou muito dela.
      • Sam Whistler: Nunca foi muito próximo dela, mas conversavam às vezes e ele sempre gostou muito dela.
      • Scott von Hengenvár: Nunca foi muito próximo dele, mas conversavam às vezes e ele sempre gostou muito dele.
      • Antoinette von Hengenvár: Nunca foi muito próximo dela, mas conversavam às vezes e ele sempre gostou muito dela.


    • Amigos e ficantes:
      • Kellan Carmichael: O conheceu no primeiro ano da universidade e ele foi a primeira pessoa que aceitou fazer parte da Phoenix. Tornaram-se bem amigos por esse motivo e Kellan é praticamente o vice-líder da fraternidade, braço direito de Ben.
      • Marion Poitiers: A conheceu muito novo, com uns quatro ou cinco anos, na Pelúcio Mágico. Talvez seja sua mais antiga amiga. Já ficaram diversas vezes e ele adora ficar com ela, mas freia sempre que eles começam a se ver e ficar muitas vezes, por medo de que ela acabe apaixonada e ele a perca por isso.
      • Aisling Pritchard: A conheceu em Hogwarts e já ficaram diversas vezes, também. Gosta muito dela, se diverte muito com ela e não pensa em perder o contato com ela nunca, a considerando uma das suas melhores amigas, mesmo.
      • Henry Kalakaua: O conheceu na faculdade, por serem da mesma fraternidade. Não são exatamente amigos, mas já foram em várias festas juntos e Ben o acha muito legal e divertido.
      • Leyla Kalakaua: Irmã mais nova de Henry, a conheceu através dele. A acha super bonita e tem vontade de ficar com ela, só nunca tentou de verdade por não saber se Henry ia gostar muito disso, apesar de sentir que não teria problema algum.
      • Maluh Larson-Thorulffr: A conheceu através de Kellan, mas talvez tivesse reparado nela em algum momento, por causa dos seus cabelos e roupas coloridos e espalhafatosos. Passou a ter mais contato com ela por ela e Kellan terem começado a namorar e a acha super divertida e uma companhia bem legal para viajar. Acha que Kellan tirou a sorte grande.
      • Eva Yamille Castellanos: A conheceu em Sileas, em 2029, quando ela passou a estudar ali e tentou vaga para a Phoenix. A acha linda, mas nunca ficaram, algo sempre atrapalha ou impede, mas ele ainda tem esperanças.
      • Peter Fireway: Nunca foram exatamente amigos, mas se cumprimentam quando se encontram. O conheceu na Pelúcio Mágico, quando ainda eram crianças.
      • Hell Fireway: Nunca foram exatamente amigos, mas se cumprimentam quando se encontram. A conheceu na Pelúcio Mágico, quando ainda eram crianças, mas só mantiveram mais contato quando já estavam na faculdade, por serem líderes da Phoenix e da Chimaera.
      • Tessa O'Donnell: Tessa é ruiva, então obviamente chamou a atenção de Ben na primeira vez que eles se viram. A acha muito legal e já ficaram algumas vezes.
      • Olive Deadwyler: A conheceu na faculdade quando ela entrou na Phoenix. Gosta bastante dela, a acha muito bonita, mas nunca ficaram.
      • Fabrice Landreau: O conheceu na sua viagem pela França. Foi o segundo homem que Ben beijou, mas foi só isso mesmo, durante uma festa. Mais tarde, o reencontrou em Sileas, mas não têm exatamente um relacionamento. Apenas se cumprimentam quando se encontram.
      • Felix Umbridge: Se conheceram em Hogwarts e foi o primeiro homem que Ben beijou. Nunca passou disso e a experiência nunca sse repetiu. Por ser sobrinho de Benji, já se encontraram algumas outras vezes na vida, mas só são simpáticos um com o outro, nada mais.
      • Phoebe Bell MacKenna: A conheceu na faculdade e sempre a achou meio doida e estranha, mas até gosta dela, apesar de não terem muito contato.
      • Ríona Bell Flanagan: Ruiva, a conheceu em 2029, em Faoinrún. De cara, já a achou linda e divertida e não demorou para que ficassem. Ben não via o menor problema nela ser mais velha, muito pelo contrário, até gostava disso. Quando descobriu que ela era doente, ficou meio chocado, mas não mudou em nada o que sentia por ela. Sempre gostou muito dela, mas nunca foi apaixonado.


      PERSONALIDADE
      Ben necessita de liberdade, talvez por isso nunca tenha conseguido namorar e se comprometer com ninguém. É brincalhão, piadista, nada vaidoso, charmoso, sincero, corajoso, justo, preguiçoso e bem sossegado. Ama festas, bebe muito, mas não fica bêbado fácil, por mais que já tenha passado mal diversas vezes. Fuma como uma chaminé. Faz amizade facilmente pois puxa papo com qualquer um. Não pré-julga ninguém e não é de odiar as pessoas, principalmente gratuitamente. Se não gosta de alguém, esse "alguém" fez algo para ele não gostar.
      Às vezes é pego falando sozinho e ele admite que gosta de falar as coisas em voz alta para ele mesmo por achar que lembrará mais fácil. É considera meio esquisito por isso.

      Gosta muito de música, toca violão muito mal e canta pior ainda, mas vive fazendo as duas coisas, considerando uma forma de expressão, independente dos outros gostarem ou não. Não tem muitas preocupações na vida, nunca passou por necessidade alguma e ganha uma gorda mesada do pai e outra gorda mesada de Kira, que possibilitam que ele faça o que quiser enquanto não arranjar um emprego para se sustentar. Vive falando frases e palavras em outras línguas, não pra se mostrar, mas naturalmente, por ter aprendido muitas expressões em idiomas distintos em seu tempo de viagens pelo mundo.

      Não compreende o ralacionamento de Kira com Bar e Tasha, mas não as julga por isso e até mesmo as admira por conseguirem manter-se juntas. Por outro lado, também não compreende relações como as de James e Jess, ou Orion e Becky, ou seja, monogâmicas.
      Tem um fraco por ruivas, talvez por ter crescido e convivido com muitas - Barbara, Tasha, Anya e Ivy - e as achar sempre muito bonitas. Além do mais, tem sempre teve uma queda por Anya, mas tentava não demonstrar, mantendo-se afastado e sempre dando um jeito de não ficar sozinho com ela no mesmo cômodo. Ficava quase louco quando ela ficava abraçando e se jogando nele, mas nunca desconfiou que ela fazia isso só por achar que ele não gostava dela. Depois que eles ficaram, as coisas se tornaram menos tensas entre eles.

      Sendo filho de quem é, nunca viu nada demais em homossexualidade, achando, desde pequeno, algo absolutamente normal. Já ficou duas vezes com outros homens, por pura experiência de vida. Não que não tenha gostado de ficar com eles, apesar de não ter passado de beijos e amassos mais calorosos, mas foi o bastante para perceber que sua praia é mesmo o sexo feminino.

      É responsável na medida do possível e cuida bem da Phoenix, mas não é autoritário ou cuidadoso com as regras. Geralmente deixa todo mundo fazer o que quiser lá dentro, desde que isso não prejudique nada nem ninguém.
      Não sente que tem "uma casa", um lugar de origem, apesar de se sentir confortável no prédio da Phoenix, ou na casa dos Henk, ou na casa de Kira, ou na casa de James, ou num hotel. Não é preciso muita coisa para que ele se sinta "em casa", mas ninguém que o conheça bem espera que ele fique no mesmo lugar por muito tempo, sabendo que a qualquer momento, sem prévio aviso, ele vai juntar sua mochila e mudar.

      É apaixonado pelo mundo trouxa e conhece muito sobre eles, até se vestindo de uma forma mais trouxa que bruxa. Vive comparando os dois mundos e acredita que unir tudo seria uma coisa excelente. Pensa em se formar em Sileas e cursar alguma universidade trouxa, mas ainda é uma ideia muito inicial e gosta demais de magia para deixar tudo para trás.

      Após todo o acontecimento com Lyra, Ben se tornou um pouco mais cuidadoso com as pessoas. Pensa mais antes de fazer as coisas, não age mais tão no impulso assim. Passou a ser menos festeiro e alegre também, mas isso é coisa que só quem o conhece muito bem, consegue notar. Se sente absurdamente culpado e mal, mas toda a sua coragem cai por terra quando pensa em se reaproximar de Lyra e Orion para pedir desculpas. Uma coisa que apenas se consolidou a partir deste incidente, é a certeza que ele já tinha de que nunca ficará com ninguém realmente.


      APARÊNCIA
      Ben tem a pele branca, sem facilidade em ficar bronzeado. Os cabelos são castanhos escuros, levemente cacheados, cortados curtos. O rosto tem traços bem definidos: queixo quadrado, olhos azuis, bochechas que ficam rosadas facilmente, lábios grossos, nariz levemente aparente e sobrancelhas grossas, retas e definidas.

      Seu corpo não tem músculos exageradamente definidos, mas ele é forte, pois adora praticar esportes, principalmente o surf. Somente os braços e as pernas são um pouco mais trabalhados por essa razão. Tem 1,87m de altura e cerca de 80kg.

      Ben tem um estilo bem próprio de se vestir, com camisetas velhas/desgastadas, camisas canfortáveis xadrez ou listradas, coletes, calças jeans gastas ou de flanela xadrez, tênis, botas ou coturnos, chapéus, toucas, moletons e às vezes tudo isso junto, com cores diferentes, sem combinar nada com nada. Não tem muita frescura, veste o que acha pela frente, sem se preocupar se vai ficar bonito.

      Usa óculos para leitura, mas vive esquecendo onde os colocou ou então esquece de tirá-los do rosto. Não é nada vaidoso e esquece ou não se importa em pentear os cabelos, usa roupas amassadas às vezes, sapatos sujos e deixa a barba por fazer, não por estilo, como alguns acham, mas porque tem preguiça de fazê-la todos os dias. Uma vez deixou-a tão grande que quase não era reconhecido pelas pessoas.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
 
HENK, Benjamin
Voltar ao Topo 
Página 1 de 1

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Wizard Kids :: Heibel-
Ir para: