InícioInício  CalendárioCalendário  FAQFAQ  BuscarBuscar  MembrosMembros  GruposGrupos  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-seConectar-se  

Compartilhe | 
 

 MCCARTNEY, Caleb

Ir em baixo 
AutorMensagem
Heibel

avatar

Feminino Câncer Cobra
Idade : 29
Mensagens : 27

MensagemAssunto: MCCARTNEY, Caleb   Qua Jan 29, 2014 1:39 pm

    INFORMAÇÕES BÁSICAS
    • Nome completo: Caleb McCartney
    • Apelido: Mac
    • Data de Nascimento: Desconhecido, mas ele foi registrado no dia 14 de Novembro de 2011
    • Local de Nascimento: Desconhecido, mas ele foi registrado em Stoke-on-Trent, Inglaterra
    • Raça: Desconhecida
    • Sexo: Masculino
    • Sexualidade: Heterossexual
    • Estado Civil: Solteiro
    • Idiomas: Irlandês e inglês
    • Patrono: Leão. São animais grandes e fortes, sociáveis e defensores, caçadores e estrategistas. Sua imagem é normalmente associada ao poder, à justiça e à força, mas também ao orgulho e à autoconfiança
    • Bicho-Papão: Arpéu. Ele e o pai se viram em meio a um grupo desses animais numa viagem que faziam para acampar
    • Varinha:
      • Madeira: Pereira
      • Cerne: Pêlo de Unicórnio
      • Tamanho: 11,3'' (28,7cm)
      • Flexibilidade: Semi-flexível




      Caleb foi acompanhado dos pais comprar a varinha no Beco Diagonal. Estava empolgado e falante, fazendo mil perguntas ao Sr. Olivaras. Ao notar o jeito do menino, o dono da loja percebeu que uma varinha de Pereira talvez servisse. O menino experimentou apenas duas varinhas. A primeira explodiu um pedaço do balcão da loja, mas ao segurar a segunda um leve brilho emanou da ponta e o envolveu. Sem adornos na madeira, a varinha o tinha escolhido.


    BIOGRAFIA

      Caleb foi deixado num orfanato bruxo em Stoke-on-Trent, na Inglaterra, poucos dias após seu nascimento, não se sabe ao certo quantos. Nessa época Craig e Persephone - já casados há alguns anos - estavam à procura de uma criança para adotar, uma vez que a mulher já não tinha mais condições de engravidar. Ao bater os olhos no bebê, ela soube que aquele menininho seria seu filho. Pouco mais de dois meses mais tarde Caleb foi registrado e levado para a casa dos McCartney, na rua Tipper Way, em Díolsráid, Faoinrún.

      A família vivia no país para que os pais pudessem dar aulas na Sileas College of Magic and Witchcraft. Persephone de matérias relacionadas a Transfiguração de cursos diversos, e Craig de matérias relacionadas ao curso de Zoomagiologia. Caleb então cresceu com essa base: amando animais fantásticos e aprendendo desde cedo formas de trasfiguração, por mais que nunca tenha sido exatamente bom no assunto.

      Estudou na Escolinha de Magia Pelúcio Mágico e foi lá onde conheceu Trevor McFadden, que se tornou seu melhor amigo. Também conheceu Trinity McFadden, sua irmã gêmea, Lyra e Lilybet Carmichael, Anika, Quora e Luka Kröeff, Lucien Kinnard, Stella Deadwyler, Wendy McFadden, Valerie Salcedo, Jeremiah Richmond, Nathaniel Blumming-Yeats, entre outros. Apesar de conhecer todos eles, era amigo apenas de Trevor e Trinity. Vez ou outra falava ou brincava com Lyra e Lily ou com Jeremiah, mas só na escola mesmo. Tinha uma paixãozinha infantil por Stella e, por isso, evitava ficar por perto.

      Foi inclusive na escolinha que descobriu sua dislexia, entre 5 e 6 anos. Tinha dificuldades de leitura e escrita e era hiperativo. Quando a dislexia foi diagnosticada, os professores lançavam feitiços específicos nos livros de Caleb - quando ele precisava fazer leituras -, ou nos seus cadernos - quando era necessário fazer alguma lição -, assim como na lousa - quando era pedido que copiasse alguma coisa.

      Conforme crescia, seu interesse por transfiguração e animais foi diminuindo. Tudo com o que ele sonhava era o quadribol. Sempre amou quadribol, como o pai. Desde pequeno repetia que queria ser apanhador e jogar pelo Faoinrún Dragons, seu time do coração.

      Aos 11 anos então foi convidado a estudar em Hogwarts, mesma escola onde seus pais haviam estudado. Craig torcia para que Caleb fosse selecionado para a Grifinória, sua casa quando era estudante, mas algo sempre alertou que o menino puxaria a mãe nesse sentido, então não houve muita surpresa. Caleb foi selecionado para a Lufa-Lufa.

      Como alguns dos seus colegas da Pelúcio Mágico entraram junto dele na escola, não foi difícil se adaptar e começar a fazer novas amizades. Mesmo assim, Trevor, um ano mais jovem, ainda não estudava lá e Caleb sentia falta do melhor amigo.

      No primeiro ano conheceu muitas pessoas novas, entre elas Trent Leroy, sonserino do mesmo ano. Mesmo sendo de casas diferentes, começaram a conversar bastante e se tornaram amigos.Como é disléxico, os primeiros meses foram mais difíceis para ele, já que tinha vergonha de pedir que os professores lançassem os feitiços nos livros e pergaminhos, principalmente na lousa, e ainda não tinha aprendido a fazer ele mesmo. Todos os professores foram alertados do problema dele antes das aulas começarem, mas nem todos lembravam que havia um menino com dificuldades durante as aulas. Com o passar dos dias, Caleb ia falar com os professores no final das aulas e todos eles foram muito tolerantes e compreensivos com o problema do menino. Alguns eram super cuidadosos ao lançar os feitiços durante as aulas para que Caleb não virasse piada entre os colegas, outros até o faziam antes dos alunos chegarem. Porém, dois deles não davam muita importância para isso e até mesmo esqueciam às vezes. Um deles era o de História da Magia, Barnabas Cuffe. Caleb ficava bem perdido durante as aulas dele, uma vez que era praticamente só leitura no livro e na lousa, e quando o professor lembrava - ou fingia lembrar -, falava em voz alta "Ah! O disléxico" e então lançava o feitiço. Os amigos de Caleb sabiam de quem se tratava, mas os outros alunos não entendiam muito bem. Algum tempo depois, Nate Blumming-Yeats - sonserino -, com quem Caleb já tinha estudado em Faoinrún quando criança, espalhou para o colégio que o tal "disléxico" era Caleb e como previsto, começaram as piadinhas e preconceito. Logo todos os alunos de Hogwarts sabiam que ele tinha problemas de aprendizado. O professor de vôo, Oliver Wood, repreendeu os alunos numa de suas aulas, por estarem tirando sarro de Caleb e, pelo menos naquela matéria e perto do professor, ninguém mais falava nada. Mais tarde no mesmo ano, a professora de Feitiços, Penelope Clearwater, e o de Defesa Contra as Artes das Trevas, Rolf N. L. Scamander, também discursaram sobre isso. Aos poucos as piadinhas foram parando. No final do primeiro ano Caleb já conseguia ele mesmo aplicar o feitiço nos materiais, tendo treinado incansavelmente até conseguir.

      No segundo ano, Trevor entrou na escola e foi selecionado para a Lufa-Lufa, para felicidade de Caleb. No mesmo ano, prometeu a si mesmo que não seria mais motivo de piada. Toda vez que alguém mencionava sua dislexia em tom de deboche, levava um soco, ou chute, ou empurrão. Inúmeras brigas aconteceram durante todo o ano letivo e ele participou de incontáveis detenções. Começou a se destacar em DCAT e transfiguração. Era natural que se sobressaísse depois de tanto ouvir a mãe falando sobre o assunto, ainda que não se interessasse muito.
      Tentou entrar para o time de quadribol como apanhador, mas não conseguiu. No terceiro ano ele tentou novamente, mas como a vaga de goleiro era a única sem jogador ou reserva, ele tentou para essa posição e acabou sendo aceito, para sua surpresa. Depois disso passou a treinar como goleiro e percebeu que jamais daria-se tão bem em outra posição. Ainda no terceiro ano ganhou destaque também em TCM, sendo elogiado pelo professor - Charlie Weasley - em quase todas as aulas, também sendo compreensível que entendesse bem da matéria pela paixão do pai pelos animais.

      O quarto ano foi cheio de acontecimentos memoráveis. As brincadeiras por ser disléxico já eram coisa do passado. Numa das aulas de poção, Caleb explodiu o laboratório inteiro querendo impressionar Stella Deadwyler, por quem ainda tinha uma quedinha. Ficou uma semana lustrando troféus por isso e foi num desses dias que ele e Stella se beijaram pela primeira vez. Perto das férias de inverno, ele e Trevor tiveram uma briga feia. Caleb estava conversando com a irmã gêmea do amigo, que ele conhecia desde pequena, Trinity. É certo que ele sempre fazia brincadeirinhas sobre beijar Trinity, mas considerava apenas isso mesmo: brincadeira. Porém, ao ouvir os dois, Trevor entendeu tudo errado. Ficaram meses sem se falar e usavam Trent como "coruja". Nesse meio tempo, Stella começou a namorar Nate Blumming-Yeats, por quem Caleb já tinha certa inimizade por causa do acontecido no primeiro ano, raiva que só se intensificou quando ambos começaram a jogar quadribol e pelas brincadeiras e tirações de sarro do sonserino e seus amigos. Caleb ficou furioso e seu ódio pelo garoto só aumentou depois disso. Por conta dessa raiva, recomeçou a falar com Trevor e tudo voltou ao normal entre eles. Nesse ano a Lufa-Lufa ganhou todos os jogos e a Taça do Quadribol no final do ano. E foi no quarto ano também que o apelido "Mac" começou a pegar. Quase ninguém mais - além dos professores - o chamava pelo nome, era sempre Mac.

      Nas férias de verão entre o quarto e o quinto ano, ficou com Lyra Carmichael pela primeira vez, em Faoinrún. Foi algo repentino e não planejado, mas ele gostou bastante. Alguns dias depois, o irmão da menina, Kellan Carmichael, simplesmente o socou logo que Mac saía de casa. Não entendeu a princípio, mas como Kellan só fez isso e então foi embora, sem briga, Caleb entendeu que ele queria passar uma mensagem. Num primeiro momento, achou que era para ficar longe de Lyra e, talvez mais para provocá-lo do que outra coisa, Mac voltou a procurá-la. Mas então tudo ficou claro quando os dois começaram a sair bastante e Kellan não fez mais nada. Não era para Mac se afastar e sim para não magoá-la. Então ok, ele realmente não pretendia brincar com ela. Lyra começava a se tornar importante.

      As aulas recomeçaram e Mac foi nomeado monitor da Lufa-Lufa e dividia seu tempo entre isso e o quadribol. Já no primeiro mês de aulas do quinto ano, ele e Bella - como chamava Lyra - começaram a namorar. Por algum tempo ele realmente acreditou que estivesse apaixonado, que tivesse esquecido Stella e tudo mais. Divertia-se com Bella e ficava muito puto quando Nate ou qualquer um dos amigos dele a zoava. Por alguns meses estava tudo bem, mas então ele começou a notar que ela gostava muito mais dele, do que ele dela. O relacionamento ficou meio bambo por algum tempo, com ataques de ciúme da parte da garota, até que em meio a uma briga tensa em meados de janeiro, os dois terminaram.

      Talvez pela atenção que havia recebido no ano anterior por causa do quadribol, várias garotas eram apaixonadas por Mac e ele ficou com várias meninas depois do rompimento do namoro, como Jasmine McGraien, Lyra Elvendork e Ariadne Panagakos, mas nunca namorou nenhuma delas. Sua primeira transa foi com Valerie Salcedo, no final do quinto ano, depois deles já terem ficado algumas vezes antes.

      Aos poucos foi voltando a ser amigo de Bella. A relação dos dois se fortificou um pouco, visto que antes do namoro eles se falavam raramente.As suas notas de NOMs não foram mais do que medíocres, mas ele não se preocupou muito com isso.

      Nas férias entre o quinto e o sexto ano, Caleb e Craig foram viajar para as montanhas, acampar. Persephone não gostava de florestas e insetos, então não os acompanhou. Os dois primeiro dias foram tranquilos. Pai e filho andavam pela floresta observando animais e conversando muito. Porém, na madrugada entre o segundo e o terceiro dia, ambos foram despertados por sons altos e fortes. Ao saírem da barraca, perceberam que estavam em meio a um grupo de arpéus. Não havia outra opção a não ser correr. Foi a noite mais aterrorizante da vida de Mac até então e, por conta disso, seu bicho papão se tornou um arpéu. Ao voltar para a escola no sexto ano, os amigos começaram a aumentar a história e dizer que Mac tinha lutado bravamente contra os animais. Ele nunca disse que era verdade, mas nunca disse que era mentira também. Quando as histórias começavam, ele só sorria curto e balançava a cabeça, tentando mudar de assunto.

      O sexto ano foi tranquilo. Suas notas melhoraram bastante e continuava a se destacar no quadribol. O capitão do time estava prestes a se formar e os alunos especulavam sobre Mac substituí-lo no ano seguinte.Porém, perto do final das aulas, Mac descobriu que Lyra ainda gostava dele, o que o fez se sentir extremamente mal por ter ficado com Jasmine na frente dela e tê-la magoado, sem querer, por isso. Ficou muito confuso e morria de ciúme quando ela falava de Drake, sabendo que o garoto gostava dela, pois era óbvio pela forma como Drake a olhava e tratava.Mesmo assim, Mac ficou com medo de ficar com ela novamente e perceber que só a via como amiga mesmo, magoando-a de novo, mas não conseguia evitar a vontade e saudade de ser namorado dela.

      As aulas acabaram com a Lufa-Lufa ficando em segundo na Taça de Quadribol e na Taça das Casas.

      Durante as férias entre o sexto e o sétimo ano, Mac recebeu uma carta marcando um horário para um teste no time de quadribol Faoinrún Dragons. Não soube quem agendou ou como o tinham descoberto, mas foi assim mesmo. Fez o teste e alguns dias depois recebeu outra carta, pedindo que ele comparecesse no estádio do time. Após uma reunião, Caleb assinou um contrato se tornando o novo goleiro reserva da seleção Faoinrúnse, dias antes do início da Copa Mundial de Quadribol.
      Quase não acreditou que tudo estava dando tão certo assim, tão cedo. Jamais tinha imaginado que conseguiria uma vaga num time assim tão grande ainda tão jovem, sem nem ter se formado no colegial ainda.

      Durante a Copa, Garrett Ashling - goleiro oficial da seleção - recebeu um balaço na cabeça e teve de ser retirado do jogo. Caleb não lembra de ter se sentido tão nervoso antes em sua vida. Entrou em campo montando sua vassoura e ao chegar perto dos aros, seu coração estava batendo tão forte que mesmo com o barulho da torcida, era possível ouvi-lo dentro da sua cabeça. Para sua surpresa e alegria extremas, Faoinrún ganhou aquele jogo. E o próximo. E o outro. Garrett voltou, mas ainda não estava completamente saudável e foi retirado do jogo pelo técnico - e pai, Flynn Ashling - fazendo com que Mac assumisse a posição novamente. Faoinrún venceu a Copa Mundial de 2029 e isso fez a fama do garoto. Saiu em capas de revistas pelo mundo, deu inúmeras entrevistas e se tornou quase um herói nacional, assim como o resto dos jogadores. Estava orgulhoso por seu trabalho, mas ainda assim mantinha seu ar humilde e sincero. Não via problemas em parar para dar autógrafos ou tirar fotos, mas sempre ficava sem graça pelo reconhecimento das pessoas.
      E foi enquanto visitava Garrett na tenda médica que descobriu que quem havia falado sobre ele para Flynn, tinha sido Lyra. Graças a ela, ele tinha conseguido o teste e tudo que aconteceu depois. Quando a encontrou de novo, agradeceu por isso e notou o quanto ela estava mudada, o que o deixou ainda mais interessado nela. Sem planejamento, acabaram transando, sendo a primeira vez dela. Depois disso, ela desapareceu. Como ele estava ocupado com toda a atenção que recebia - e por certo medo que ela tivesse surtado e não quisesse vê-lo - acabou demorando um pouco para procurá-la, mas quando o fez, descobriu que ela só se afastou porquê havia brigado com Drake. Caleb disfarçou o ciúme muito bem, mas não conseguiu parar de pensar que ela gostava dele por todos os dias que se seguiram.

      [COMPLETAR]


    RELACIONAMENTOS
    • Nome: Relação.
    • Nome: Relação.
    • Nome: Relação.
    • Nome: Relação.
    • Nome: Relação.
    • Nome: Relação.


    PERSONALIDADE
    Aqui.


    APARÊNCIA
    Aqui.
[/list]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
 
MCCARTNEY, Caleb
Voltar ao Topo 
Página 1 de 1

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Wizard Kids :: Heibel-
Ir para: